Seja Sócio | Formulário de Denúncias | ADM
     
   
Home
História
Diretoria
Fale Conosco
 
Benefícios
Boletim
Códigos
Colônia de Ferias
COLUNA DO SILVEIRA
Comissão Sindical
Comunicado
Convenção Coletiva/Normas Coletivas
Curriculum
Decisões / Liminares
Denúncias
Direito
Fique Sócio
Fotos Campanha Salarial
Legislação Brasileira
Legislação da Categoria
Oficios
Palavra do Presidente
Piso Salarial
Portarias
Proteção Fisica do Vigilante
Regularize sua profissão
Vigilantes
Cadastre seu email
e receba notícias

Categoria - Palavra do Presidente

Empresa contratada pela União é responsável por obrigações trabalhistas dos seus empregados

25/08/2006

Empresa contratada pela União é responsável por obrigações trabalhistas dos seus empregados

A juiz do Trabalho de Rio Claro (SP), Renato de Carvalho Guedes, decidiu que as empresas prestadoras de serviço à União são responsáveis pelas obrigações trabalhistas dos seus empregados. A decisão foi na ação movida por Luiz Carlos Pinheiro da Silva contra a empresa Vistec Segurança Privada Ltda, prestadora de serviço à União, para receber suas obrigações trabalhistas. A União foi excluída do processo.

Na ação, o juiz Renato Carvalho acatou a defesa da Advocacia-Geral da União (AGU) em Montes Claros (MG) de que Lei 8.666, de 23 de junho de 1993, impede a União arcar com as obrigações trabalhistas de empresa que vier a contratar. O artigo 71 desta lei determina expressamente que “o ente público contratante não responde pela inadimplência do empregador contratado em relação aos encargos trabalhistas deste para com seu empregador”.

O juiz lembrou ao proferir a sentença que antes desta norma legal, vigorava a Súmula 331 do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que determinava à União responder pela inadimplência das obrigações trabalhistas dos empregados das empresas contratadas. “Não há dúvida de que hoje o ente público da administração direta ou indireta não mais responde pelo inadimplemento de obrigações trabalhistas de empregador contratado para serviços e obras”, disse na sua decisão.

Neste caso, ele condenou a Vistec Segurança Privada Ltda a pagar a Luiz Carlos Pinheiro da Silva todos os direitos trabalhistas. São eles: indenização de 40% dos depósitos fundiários, 06/12 de décimo terceiro salário proporcional do ano de 2004, indenização simples de férias vencidas do período 2002/03, 06/12 de férias proporcionais do período de 2003/04, todas com o acréscimo da gratificação constitucional de férias de 1/3, salário dos meses de abril e maio de 2004, horas-extras, contribuição fundiária, multa por atraso de pagamento das verbas rescisórias, contribuição previdenciária, juros e correção monetária.

Fonte: Do CorreioWeb/Concursos
Com informações da AGU

 

 

Links Úteis
 
 
 
UGT
Previdêncial Social
Ministério do Trabalho
Polícia Federal
Detran de SP
   
     
  Sindicato dos Vigilantes de Mogi das Cruzes e Região
Rua Eng. Gualberto 283 - Centro - Mogi das Cruzes - SP
Fones: (11) 4790-7272 - (11) 4791-2664
Email: sindmogi@sindmogi.org.br
copyright 2006
todos os direitos reservados
desenvolvido pela SSPvirtual